A falta de professores em escolas da rede municipal de ensino tem preocupado pais e alunos. No Bairro Morumbi, por exemplo, faltam professores de história e português, segundo alunas e uma avó, responsável por um estudante do 9º ano da Escola Municipal Hilda Leão Carneiro.

Segundo esta avó, Maria Rita, a preocupação é com o futuro dos jovens que estão prestes a entrar no ensino médio. Ela conta que foi até a instituição de ensino justificar uma falta do neto e o encontrou à toa no pátio. Conversou com professora e ela disse que os nonos anos estão sem aula de História, Português e Inglês há 3 meses.

Sem gravar entrevista, a diretora confirmou que os professores efetivos de história e português saíram, mas que a escola tem os chamados “professores eventuais”, para substituição e que os alunos não estão sem as aulas e nem à toa pelas dependências da instituição. Mas duas alunas do 9º ano rebatem a versão

Continua após a publicidade

Segundo elas, os estudantes ficam nos corredores, na quadra, ou na sala sem fazer nada.

Ainda segundo a diretora os professores deixaram os cargos, mas não há 3 meses, como denunciado à nossa equipe, e sim, “apenas” um mês e meio atrás. Segundo ela, a de história saiu dia 8 de março e a de português se aposentou dia 16 de março.

Novamente as alunas contestam, dizendo que as professoras saíram em fevereiro, deram apenas duas ou três aulas e abandonaram as turmas.

Maria Rita teme que o neto não consiga instrução suficiente para ingressar no 1º ano do ensino médio.

E as adolescentes afirmam que estão se preparando para uma prova do IFTM, mas acreditam que não poderão fazer, por não terem os preparativos adequados.

Em nota, a Prefeitura Municipal de Uberlândia informou que já providenciou os professores para a rede municipal e, em breve, as disciplinas serão preenchidas.


Comments are closed.