A aposentada Luzia Gonçalves Braga foi vítima de um golpe de estelionatários, após receber uma fatura de um cartão de crédito que sequer havia desbloqueado. Agora, sua família teme que ela tenha de arcar com essa dívida.

Magazine Brasil Líbano Dia dos Pais

Luzia explicou que recebeu uma ligação do banco em que guarda o dinheiro de sua aposentadoria, na qual foi informada que precisava receber um cartão de crédito. Os estelionatários foram até sua casa e conseguiram pegar seus dados. Duas semanas depois, ganhou o cartão conforme combinado, mas no dia seguinte, ainda sem desbloqueá-lo, recebeu uma fatura de pouco mais de 1.400 reais.

Foi o irmão da aposentada, Rubens Gonçalves Braga, que a orientou a procurar a Polícia Militar, que registrou a ocorrência como estelionato. E teme que Luzia tenha de arcar com esse prejuízo.

“A pessoa chegou, se aproveitou da boa vontade, e tudo indica que foi um golpe. O que ta acontecendo com minha irmã pode ta acontecendo com mais gente”, disse.

CCAA Capinópolis

Orientação jurídica

A advogada Viviane Espíndula disse que esse tipo de golpe se tornou comum em Uberlândia. E para o caso da aposentada, sugere que ela procure tentar uma indenização por danos morais e que não pague, de forma alguma, a fatura que recebeu dos estelionatários.

“De jeito nenhum (que a aposentada deve pagar a fatura). Ela já entra na justiça, explique que foi vítima de um golpe e pede uma liminar para que suspenda a cobrança até que seja julgada a ação”, disse.

Informações: Carlos Vilela

Alexandre Santos Gomes advogado em Capinópolis
Ouça o podcast do Tudo Em Dia:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui