Fonte: Vinnicius Silva/Cruzeiro/Divulgação

A exibição de gala de quinta-feira, quando goleou o Universidad de Chile por 7 a 0, no Mineirão, reacendeu o ânimo do torcedor do Cruzeiro, que terá nesta quarta-feira mais um jogo decisivo para apagar o início apático e buscar a classificação às oitavas de final da Libertadores. Pela quinta rodada do Grupo 5, a Raposa enfrenta o Vasco, às 21h45, no estádio de São Januário, no Rio de Janeiro. Se vencer, vai a 8 pontos, mesma pontuação do líder Racing, que enfrenta a La U nesta quinta, às 19h15, em Buenos Aires. O time argentino é o adversário da Raposa na última rodada, dia 22, às 21h30, no Mineirão.

Apesar da goleada histórica, os cruzeirenses mantêm os pés no chão e sabem que não terão vida fácil contra o Vasco, que fará jogo de vida ou morte. Se perder ou empatar, os cariocas, que têm apenas 2 pontos, dão adeus à competição. Por isso, o Cruzeiro deve enfrentar um time aguerrido e que contará com apoio dos torcedores, que prometem lotar São Januário por causa da promoção de ingressos.

Continua após a publicidade

“Fizemos um último jogo importante, placar elástico e teremos outro de suma importância, contra o Vasco, em São Januário. Joguei lá e sei que será difícil”, afirmou o zagueiro Dedé, que reencontra a equipe que o consagrou nacionalmente antes de se transferir para o Cruzeiro, em abril de 2013. Um dos ídolos recentes do cruz-maltino, pelo qual conquistou a Série B, em 2009, e a Copa do Brasil, em 2011, Dedé falou sobre o reencontro com os torcedores. “Fiz grandes amigos, foi o clube que me projetou. Sei que os torcedores têm grande carinho, mas hoje estou em outro clube e preciso fazer meu melhor. Espero ter a nossa torcida, do Cruzeiro, a favor, que é importante demais.”

Para o zagueiro, especialista em jogadas pelo alto, o Cruzeiro terá de redobrar a atenção nesse tipo de investida. “Nosso time é bem maduro, precisa estar bem postado, bem ligado em todas jogadas aéreas, principalmente. É um time com grandes cabeceadores. É um jogo de detalhes, de muita força”, projeta.

Nessa terça-feira, o Cruzeiro treinou à tarde nas Laranjeiras, no Rio. Thiago Neves participou normalmente da atividade e começará jogando. A dúvida do técnico Mano Menezes é na lateral direita. Edílson sofreu trauma no tornozelo esquerdo na goleada sobre a La U e foi poupado da atividade recreativa no CT do Fluminense. Assim, é possível é que o volante Lucas Romero seja improvisado no lado direito.

Vasco

O técnico Zé Ricardo terá problemas para escalar o Vasco neste duelo decisivo. Ele não contará com o volante Desábato, expulso no empate por 1 a 1 com o Racing, e ainda não sabe se terá o armador Wagner, que está gripado. O ex-cruzeirense não treinou ontem e é duvida para a partida. Caso não jogue, o jovem Evander pode começar como titular. “O Wagner teve uma gripe muito forte e ficou em observação durante dois dias. Estamos contando com a recuperação dele”, disse o treinador.

Para a vaga de Desábato, o substituto mais provável é Bruno Silva. O atacante Kelvin, afastado há quase um ano por causa de lesão no joelho, foi relacionado.

Racing x La U

O outro jogo do Grupo 5, entre Racing e Universidad de Chile, será apenas nesta quinta-feira, às 19h15 (de Brasília), no estádio El Cilindro, em Avellaneda, na Argentina. A equipe local lidera a chave, com 8 pontos, e se garantirá nas oitavas de final em caso de vitória. Já a La U, que soma 5, precisará triunfar para manter as chances de classificação.

Vasco x Cruzeiro

Vasco

Martín Silva; Yago Pikachu, Paulão, Werley e Henrique; Bruno Silva, Wellington, Wagner e Thiago Galhardo; Rildo e Andrés Rios

Técnico: Zé Ricardo

Cruzeiro

Fábio; Edilson (Lucas Romero), Dedé, Leo e Egídio; Henrique e Lucas Silva; Rafinha, Thiago Neves e De Arrascaeta; Sassá

Técnico: Mano Menezes

Motivo: 5ª rodada do Grupo 5 da Libertadores

Estádio: São Januário, no Rio de Janeiro

Data: quarta-feira, 2 de maio de 2018

Horário: 21h45

Árbitro: Anderson Daronco (RS)

Assistentes: Danilo Manis e Bruno Pires (RS)

Superesportes


Comments are closed.