Uma operação da Polícia Civil em parceria com a Guarda Municipal de Belo Horizonte prendeu líderes de uma quadrilha especializada em receptação, adulteração e revenda de carros roubados.

Bruno Lourenço Doche, de 37 anos e Romerito Quintão da Rocha, de 28, chefiavam a quadrilha que fazia roubos de veículos em Belo Horizonte e na região metropolitana e os revendiam em cidades do interior de Estado.

De acordo com o chefe da Divisão Especializada em Furtos e Roubos de Veículos da capital, João Francisco Barbosa Neto, 31 veículos já foram recuperados. “A maioria desses veículos eram do tipo Fiat Strada, e a soma dos valores de todos que foram recuperados chega a R$ 1,3 milhões”, disse.

Continua após a publicidade

De acordo com as investigações, os veículos eram vendidos por preços muito abaixo de mercado, sob a alegação de serem de pessoas inadimplentes no pagamento do financiamento dos veículos. “Um carro de R$ 60 mil era vendido por R$ 10 mil. A maioria deles era utilizado em zonas rurais”, explicou João Francisco Barbosa Neto. 

Bruno e Romerito foram presos em Belo Horizonte. No total, 15 pessoas suspeitas de participarem  da quadrilha já foram identificadas. Dessas,  dez foram presas. Apesar disso, sete já pagaram fiança e se encontraram em liberdade. 

A Polícia Civil informou que vai continuar o trabalho de investigação e recuperação dos veículos roubados. A Expectativa é de que pelo menos outros 50 carros adulterados e revendidos pela quadrilha ainda sejam recuperados.


Comments are closed.