Professores da rede municipal rejeitam proposta da PBH e mantêm greve

Os professores da unidades municipais de educação infantil (Umeis) rejeitaram a proposta feita pelo prefeito de Belo Horizonte Alexandre Kalil e decidiram permanecer em greve.

A decisão foi tomada por unanimidade  em uma assembleia convocada pelo Sind-Rede na tarde desta quinta-feira na Praça da Estação.

O comando de greve já confirmou que os cerca de 2.000 professores reunidos na assembleia vão se deslocar da Praça da Estação em direção à prefeitura.

Nessa quarta-feira, a prefeitura apresentou uma proposta à categoria, que previa reajuste de até 20% para os profissionais. 

Os profissionais em greve pedem equiparação salarial e de nível de carreira aos professores do ensino fundamental. De acordo com o Sind-Rede um professor do ensino básico recebe R$ 1.451,00 mensais por 22,5 horas semanais de trabalho. Já os professores do ensino fundamental tem rendimentos de R$ 2.200,00 por mês pela mesma carga horária. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Estelionatários seguem tentando ludibriar pessoas de Ituiutaba com golpes via telefone; ouça

Dentil/Praia Clube anuncia três novas contratações