Um homem de 39 anos foi apresentado nesta sexta-feira pela polícia por possuir uma estufa para cultivo de maconha em seu apartamento, no bairro Buritis, na região Oeste de Belo Horizonte. A planta cultivada é considerada “premium”, com sementes que custariam US$ 93 cada. Jazon Ignácio Marques foi preso em flagrante em casa, no dia 25 de abril.

Segundo o delegado Rodrigo Bustamante, chefe do Departamento Estadual de Investigações de Crimes Contra o Patrimônio, após uma investigação de cerca de dois meses, a polícia conseguiu emitir um mandado de busca e apreensão para, então, ser efetuada a prisão

“Ele tinha uma estrutura em seu apartamento, dentro de um cômodo, onde ele reproduzia o clima ideal por meio da umidade, da iluminação e da temperatura para que a maconha fosse cultivada”, contou Bustamante.

Continua após a publicidade

O delegado informou que a Polícia Civil vai investigar ainda como o suspeito possuía conhecimento técnico para a realização do plantio, tendo em vista que toda essa estrutura não é algo simples de se reproduzir. 

Ainda de acordo com Bustamante, a planta produzida no apartamento era uma maconha “premium”, que possuía um valor de comercialização até dez vezes maior do que a maconha comum – segundo a polícia, suas sementes chegam a custar US$ 93 cada.

Carro de luxo

Também foi apreendido um carro de alto valor, uma Mitsubishi Outlander, que o delegado afirmou ter sido adquirido por meio de dinheiro ilícito proveniente do tráfico de drogas.

Ainda segundo o delegado, o suspeito será autuado nos artigos 33, que prevê de cinco a 15 anos de reclusão, e 34, de três a dez anos, ambos da Lei de Tóxicos, por importar, exportar, remeter, preparar, produzir, possuir, guardar ou fornecer a droga.


Comments are closed.