A Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) confirmou na tarde desta segunda-feira (11) que a tarifa do sistema metroferroviário em Belo Horizonte custará R$ 3,40 a partir da 0h desta sexta-feira (11). O reajuste é de aproximadamente 88%. O TEMPO antecipou o reajuste na edição de domingo.

Em nota, a CBTU disse que seguiu a “orientação do Ministério do Planejamento e que o Conselho de Administração da Companhia (Conad) aprovou a recuperação parcial das perdas inflacionárias”.

Segundo a companhia, tal recomposição busca o fortalecimento do transporte de passageiros sobre trilhos, sendo medida fundamental para continuidade da operação e manutenção do serviço prestado.

Continua após a publicidade

Outras quatro capitais, Recife, João Pessoa, Natal e Maceió, também terão aumento no valor da tarifa de metrô.

Objetivo antigo

O reajuste da tarifa do metrô é pleiteado há vários anos pela CBTU. O último aumento na capital mineira ocorreu em dezembro de 2006, há 11 anos e cinco meses.

No Plano de Ação 2018 da CBTU, elaborado em dezembro, a companhia justifica a necessidade do aumento.

“Embora de fundamental importância manter o valor da tarifa unitária em níveis acessíveis para a população, seguindo a vocação social da superintendência, é importante considerar que a relação entre esta tarifa e o valor médio da tarifa do transporte de passageiros por ônibus, não pode, sob pena de causar um desequilíbrio econômico na matriz de transporte público, apresentar diferenças significativas, como ocorre atualmente”, declarou.

Integração

A Prefeitura de Belo Horizonte informou que ainda não avaliou como ficarão as tarifas de integração do cartão BHBus. A administração do município diz que está atenta à situação, mas que tem de esperar o aumento, na sexta-feira (11), para discutir com a BHTrans as novas tarifas.

Protesto

Uma manifestação contra o aumento da tarifa está marcada para a noite desta segunda-feira (7), entre 19h e 21h, no Centro de Referência da Juventude (CRJ) na rua Guaicurus, na região central de Belo Horizonte.

Um evento no Facebook, intitulado “Reunião aberta contra o aumento do bilhete do metrô. 3,40 não”, foi criado na noite de domingo (6), antes mesmo da confirmação do reajuste.


Comments are closed.