Guardas municipais aprovam mudanças no plano de carreira propostas pela PBH

Em uma assembleia acalorada, com muitas discussões entre os envolvidos, os Guardas Municipais de Belo Horizonte aprovaram na manhã desta terça-feira (8), na praça da Estação, no centro da capital, uma proposta da prefeitura para a mudança do plano de carreira da categoria. A reunião contou com a participação de aproximadamente 1.000 servidores.

A principal mudança no plano é sobre a progressão hierárquica. De acordo com o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Belo Horizonte (Sindibel), o plano de carreira vigente não permite a ascensão de 90% dos guardas do atual efetivo para postos mais altos.

Conforme o sindicato, dos 1.763 Guardas Municipais de primeira classe, apenas 183 chegarão à classe especial, o que equivale a 8,9% do total de guardas.

“A proposta da prefeitura vai corrigir a distribuição dos postos mais altos da categoria possibilitando a promoção por tempo de serviço de 100% dos servidores”, ressalta Israel Arimar, presidente do Sindibel.

Apesar da aprovação, muitos guardas municipais deixaram a reunião indignados. Eles acreditam que a prefeitura deixou de lado mudanças importantes relacionadas aos salários da categoria, especialmente daqueles que estão nos postos mais altos.

Agora, o sindicato vai comunicar a prefeitura sobre o resultado da assembleia. O Executivo vai, por sua vez, redigir um Projeto de Lei que será encaminhado para votação na Câmara Municipal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Joaquim Barbosa anuncia que não concorrerá à Presidência

Ex-deputado estadual Sylo Costa morre aos 81 anos