Em uma assembleia acalorada, com muitas discussões entre os envolvidos, os Guardas Municipais de Belo Horizonte aprovaram na manhã desta terça-feira (8), na praça da Estação, no centro da capital, uma proposta da prefeitura para a mudança do plano de carreira da categoria. A reunião contou com a participação de aproximadamente 1.000 servidores.

A principal mudança no plano é sobre a progressão hierárquica. De acordo com o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Belo Horizonte (Sindibel), o plano de carreira vigente não permite a ascensão de 90% dos guardas do atual efetivo para postos mais altos.

Conforme o sindicato, dos 1.763 Guardas Municipais de primeira classe, apenas 183 chegarão à classe especial, o que equivale a 8,9% do total de guardas.

Continua após a publicidade

“A proposta da prefeitura vai corrigir a distribuição dos postos mais altos da categoria possibilitando a promoção por tempo de serviço de 100% dos servidores”, ressalta Israel Arimar, presidente do Sindibel.

Apesar da aprovação, muitos guardas municipais deixaram a reunião indignados. Eles acreditam que a prefeitura deixou de lado mudanças importantes relacionadas aos salários da categoria, especialmente daqueles que estão nos postos mais altos.

Agora, o sindicato vai comunicar a prefeitura sobre o resultado da assembleia. O Executivo vai, por sua vez, redigir um Projeto de Lei que será encaminhado para votação na Câmara Municipal.


Comments are closed.