Latinhas de cerveja vazias e um isopor para transportar bebidas estavam dentro da kombi envolvida em um acidente nesta terça-feira (8), no bairro Novo Glória, na região Noroeste de Belo Horizonte, que resultou na morte de uma criança de nove anos.

Segundo testemunhas, o motorista da Kombi teria desrespeitado a sinalização de parada obrigatória quando passava pelo cruzamento da rua Mundo Novo com Guararapes. O veículo foi atingido por um caminhão, tombou e passou por cima de duas crianças.

De acordo com a Polícia Militar (PM), o motorista da Kombi, que não estava no local do acidente quando a corporação chegou, já foi identificado. A corporação acredita que ainda hoje ele será preso.

Continua após a publicidade

Ele seria um ambulante que trabalha vendendo cervejas e outras bebidas no entorno do Mineirão.

“Essas cervejas e o isopor dentro da Kombi certamente são do trabalho dele. Meu cunhado não deve ter bebido antes de dirigir, ele não faria isso. Uma fatalidade que choca todos nós porque eu também sou mãe. A família não tem ideia de onde ele possa estar. Não sei o que deve passar na cabeça dele num momento como esse”, afirmou.

De acordo com o sargento Ronesman Alves, do 34 Batalhão da PM, a kombi não está em condições de uso, com pneus desgastados.

O veículo não está no nome do ambulante e a corporação não pode afirmar que ele dirigia embriagado, pois não houve flagrante e ele ainda não foi encontrado.

“Não podemos afirmar se ele fez o uso de alguma bebida ou estava embriagado. Nós já temos os dados dele e vamos tentar garantir a prisão hoje ainda. Ele tem algumas passagens pela polícia, já é conhecido nosso”, disse o militar.

Colisão

Um acidente entre uma Kombi e um caminhão na rua Guararapes, no bairro Novo Glória, na região Noroeste de Belo Horizonte, terminou com a morte de um menino de 9 anos na manhã desta terça-feira (8). 

A vítima foi atingida pela Kombi que capotou após a colisão com a carreta. 

O irmão, de 12 anos, foi internado no Hospital Odilon Behrens com escoriações. 


Comments are closed.