O Ministério do Planejamento, Desenvolvimento em Gestão confirmou, nesta quarta-feira (9), por meio de nota, que o ministro Esteves Colnago é favorável a possibilidade de um reajuste de forma escalonada da tarifa do metrô.  Para que isso aconteça, ele diz que duas condições precisam ser satisfeitas.

“Manter o realinhamento dos preços, pois as tarifas estão desalinhadas e é muito importante discutir uma solução estrutural para a companhia com projeto de concessão”, escreveu o ministério na nota.

A informação foi dada em uma reunião do ministro com parlamentares na noite desta terça-feira (8). O deputado federal Domingos Sávio (PSDB-MG), que é presidente da Comissão de Viação e Transporte da Câmara, disse que questionou o aumento abusivo das tarifas.

Continua após a publicidade

Segundo ele, o ministro concordou e assumiu o compromisso de propor ao conselho administrativo da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) uma tarifa que seja reajustada de forma gradativa.

O parlamentar afirmou ainda que o ministro garantiu que o orçamento da CBTU será ampliado para evitar o aumento nas passagens. CLIQUE AQUI e leia a matéria completa com o deputado.

O ministério afirmou, no entanto, que a decisão não cabe somente ao órgão. “ É um diálogo em conjunto com Ministério das Cidades, o Conselho de Administração da empresa, com a participação do Ministério do Planejamento. A decisão final cabe ao Conselho”, complementa a nota.

A tarifa vai passar de R$ 1,80 para R$ 3,40 nesta sexta (11). 

 

 


Comments are closed.