Os prefeitos e vereadores de Pedro Leopoldo, Confins e São José da Lapa protestaram nesta quarta-feira (9) na porta da Assembleia de Minas Gerais (ALMG) para pressionar os deputados estaduais contra a concessão de um trecho da MG–424 com a consequente instalação de dois pedágios na rodovia. 

O prefeito de São José da Lapa, Diego Álvaro (PT), pretende entrar com uma ação judicial para impedir a abertura da licitação: “Essa concessão não tem nenhum sentido. Vai onerar os moradores e não vai trazer nenhum benefício”.

Já o deputado Douglas Melo (MDB) avalia que a privatização do trecho vai atrair novas empresas na região Central do Estado. “A duplicação (que seria feita pela empresa vencedora da licitação) da MG–424 é fundamental para a logística de transporte para usar o aeroporto de Confins, e o Estado não tem como fazer esta obra”, enfatiza o deputado.

Continua após a publicidade

O processo de concessão do trecho de 51,08 km da rodovia vai ser aberto no dia 5 de junho.


Comments are closed.