divulgação

Funcionários da Fundação de Assistência, Estudo e Pesquisa da Uberlândia (FAEPU) realizaram uma paralisação na manhã desta quinta-feira, 10, em frente ao Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia (UFU). A categoria reivindica o pagamento de salários atrasados.

Enfermeiros, técnicos em enfermagem, assistentes administrativos, responsáveis pela manutenção e médicos aderiram à paralisação. Cerca de 1500 funcionários convivem com salários atrasados há algum tempo e cobram uma solução.

A técnica em enfermagem Ludimila Ribeiro disse que está passando algumas dificuldades financeiras e explicou que a categoria também está insatisfeita com a falta de aviso sobre os atrasos.

Continua após a publicidade

“A gente não tem dia certo pra receber. Mês passado foi avisado que haveria esse atraso, mas esse mês, não. Ninguém ficou sabendo que ia atrasar e não foi avisando nada pra ninguém”, disse.

Caso uma solução não seja apresentada nos próximos dias, a categoria já sinalizou que uma greve pode ser deflagrada em breve, que conta com o apoio do Sindicato dos Trabalhadores da Saúde de Minas Gerais (Sind-Saúde).

O presidente, Ronaldo Rosa, já avisou que uma nova assembleia acontecerá nesta sexta-feira, 11, para definir se os trabalhadores entrarão em greve ou não.

Informações: Carlos Vilela / V9


Comments are closed.