Uma médica de 34 anos foi agredida, na madrugada desta quinta-feira (10), na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Centro-Sul, localizada no bairro Santa Efigenia, região Leste de Belo Horizonte.
 
Por motivo ainda não esclarecido, a profissional contou a guarda municipais que levou um soco no peito de uma mulher de 27 anos e foi ameaçada por uma acompanhante dela, de 18.
 
A médica está grávida de  6 meses. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde a UPA está funcionando normalmente e a médica está licenciada. 
 
O caso foi registrado na Central de Flagrantes 2 (Ceflan). Segundo a assessoria de imprensa da Polícia Civil, as mulheres assinaram um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e foram liberadas.  
 
Veja nota completa da Secretaria:
 
O atendimento à população está normal na UPA Centro Sul . A paciente agrediu a médica durante o atendimento. A Polícia Militar foi acionada e feito boletim de ocorrência . A médica está licenciada. 

A SMSA tem desenvolvido ações em parceria com a Secretaria de Segurança, visando qualificar a segurança nas unidades de saúde;

Foi implantado fluxo de abordagem a episódios de violência nos serviços desta Secretaria, que direcionam o trabalhador e/ou usuário na tomada de decisão em caso de violência. Este fluxo orienta quais providências e quem acionar em cada tipo de violência;

Houve ainda o fortalecimento do patrulhamento da Guarda Municipal no entorno das unidades de saúde, elaborado a partir de um diagnóstico realizado entre a própria pasta da Saúde e a Secretaria Municipal de Segurança e Prevenção e baseado na vulnerabilidade de cada região.

Continua após a publicidade

Trata-se do Programa Patrulha SUS. Esta ação foi iniciada no final de 2017, nas regionais Oeste, Barreiro, Noroeste e em 2018 nas regionais Pampulha e Venda Nova;

Além disso, foi oferecido um Curso de Qualificação para Guardas Municipais que atuam nas Unidades de Saúde de Belo Horizonte.

A Secretaria Municipal de Segurança e Prevenção tem desenvolvido uma série de ações em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde, visando qualificar cada vez mais a segurança nas unidades de saúde. Neste sentido, houve o fortalecimento do patrulhamento da Guarda Municipal no entorno das unidades de saúde, denominado como Patrulha SUS, que elaborado a partir de um diagnóstico realizado entre as duas pastas, baseado na vulnerabilidade de cada região.

A Patrulha SUS foi iniciada no final de 2017, nas unidades de Saúde das regionais Oeste, Barreiro e Noroeste e passou a abranger também, em 2018, as regionais de Venda Nova e Pampulha. Atualmente, as viaturas da Guarda Municipal permanecem com dois agentes e de forma fixa em cada uma das nove Unidades de Pronto-Atendimento (UPAs) de Belo Horizonte, no período noturno.


Comments are closed.