O movimento Tarifa Zero realizou na manhã Nós desta quinta-feira (10) um ato simbólico na escadaria da estação de  metrô Central, em Belo Horizonte, com a distribuição de bilhetes para os usuários do serviço. A ação é para protestar contra o reajuste no valor da tarifa de R $ 1,80 para R $ 3,40. O aumento está previsto para esta sexta-feira (11).

Os 60 bilhetes foram colocados em balões vermelhos que tinham o rosto de presidente Michel Temer (MDB) para que os usuários pudessem estourar.

“Estamos fazendo esse ato com a distribuição de bilhetes e também chamando os usuários para a manifestação de amanhã, às 17h, na praça Sete contra esse aumento”, explicou uma das representantes do movimento, Juliana Galvão.

Continua após a publicidade

A divulgação do reajuste causa revolta nos usuários. “Estão roubando dinheiro da gente. Não tem como pagar mais de R $ 3 nesse bilhete. Vou ter que deixar de comer para pagar”, disse a diarista Vanessa Sousa, de 24 anos.

Em uma reunião na noite dessa quarta-feira (9) com deputados federais da bancada mineira, o ministro do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, Esteves Colnago, teria se manifestado favorável ao escalonamento por quatro anos proposto pelos parlamentares.

Com a confirmação no aumento da tarifa, muitos usuários correm contra o tempo e tentam estocar bilhetes ainda com o valor atual de R $ 1,80. No entanto, a CBTU tem limitado a venda de dez bilhetes por pessoa.

 

 

 


Comments are closed.