CBTU diz que não foi notificada de decisão que suspende aumento de passagem

A Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) informou no início da tarde deste sábado que ainda não foi notificada da decisão judical que suspende o aumento da passagem do metrô.

Usuários do meio de transporte continuam pagando R$ 3,40 pelo bilhete, apesar da liminar do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) que determina a suspensão do reajuste e a volta da tarifa de R$ 1,80. Nas bilheterias da estação do Eldorado, em Contagem, os passageiros ficaram perplexos com a manutenção do aumento, mesmo com a decisão judicial.

Nessa sexta, a Justiça deferiu o pedido de liminar feito por meio de ação popular ajuizada pelo deputado federal Fábio Ramalho (MDB) contra o aumento.

Nesta manhã, o parlamentar disse estar ciente de que a determinação ainda não foi cumprida, mas disse que por enquanto não há nenhuma outra ação a ser tomada. “É uma ordem judical com multa diária de R$ 250 mil. Temos que esperar ela ser cumprida”, disse Ramalho.

A reportagem de O Tempo tentou contato com o TJMG, mas as ligações não foram atendidas.

Mega-Sena pode pagar R$ 44 milhões neste sábado

Carrinho de pipoca pega fogo e causa incêndio em loja de roupas infantis