Corpos de mãe e filhas executadas são velados em Santa Luzia

Os corpos da dona de casa Luciana Carolina Petronilho, de 40 anos, e das filhas Nathalia Petronilh, de 18, e Victoria Petronilho, de 15, são velados na manhã desta quarta-feira  (15) em Santa Luzia, na região metropolitana de Belo Horizonte.

Elas foram assassinadas pelo policial civil Paulo José de Oliveira por vingança após o investigador ser condenado pelo estupro das jovens. 

Publicidade

Os velórios acontecem em uma igreja evangélica do bairro Cristina C e reúnem familiares e amigos das vítimas. Os sepultamentos estão marcados para às 10h no Cemitério Belo Vale. 

Segundo informação da polícia, o companheiro de Luciana contou que a família estava dormindo quando Paulo José Oliveira arrombou o portão e ordenou que ele e a filha mais velha de Luciana saíssem.  

Em seguida, ele foi em direção à Luciana e as filhas dela e atirou contra elas.

Logo depois, o policial atirou contra a própria cabeça. Ele chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos.

O investigador foi preso no ano passado e estava na casa de Custódia da Polícia Civil, em Belo Horizonte, de onde fugiu após saber da condenação de 31 anos e seis meses de prisão.  A corporação abriu procedimento interno para investigar como ocorreu a fuga.

Publicidade

Baixe agora: Novo APP do Tudo Em Dia tem notificações, é mais rápido e ocupa pouco espaço

Publicidade

Comments are closed.