Uma mulher de 36 anos foi agredida e estuprada pelo companheiro depois de negar se prostituir para que ele pudesse usar o dinheiro para comprar drogas. O caso ocorreu nesta quinta-feira (18) em Juiz de Fora, na Zona da Mata de Minas Gerais.

De acordo com a Polícia Militar, a vítima e suspeito são moradores de rua e dormem juntos. A mulher contou que ela e o namorado, de 19 anos, começaram a discutir, durante a madrugada, depois que o homem passou a exigir que ela se prostituísse.

O suspeito queria que ela desse todo dinheiro para ele para que pudesse comprar drogas. Depois que a vítima negou a prostituição, o jovem a levou a um banheiro público, trancou a porta e deu socos e chutes na moradora de rua e depois ainda a estuprou.

Continua após a publicidade

Após a violência, ela foi levada para perto de uma igreja onde os dois dormem, no bairro Santa Helena, e intimidada a não contar sobre o ocorrido. Por volta de 11h da manhã, ela aproveitou que o suspeito dormia e pediu ajuda para pessoas que passavam na rua.

A vítima foi levada para o Hospital de Pronto-Socorro Doutor Mozart Teixeira, em Juiz de Fora. A Polícia Militar foi acionada pela unidade de saúde. Com as informações sobre o jovem, os militares foram até onde ele costuma dormir e conseguiu prendê-lo.

A mulher passa por exames para confirmar as agressões e o estupro. Nesta sexta-feira (18) ela permanece internada por estar debilitada, mas seu estado de saúde é estável.

O suspeito foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil de Juiz de Fora, no bairro Santa Terezinha, que vai investigar o caso. O suspeito é conhecido na região por pequenos furtos e uso de drogas como o crack.

 


Comments are closed.