O América recebe o Botafogo neste domingo, às 16h, no Independência, após uma sequência de dois jogos fora de casa, contabilizando uma derrota e um empate. O duelo, válido pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro, poderá servir para o Coelho reencontrar o caminho das vitórias. O time alviverde tem 100% de aproveitamento dentro de casa, ao triunfar nos dois confrontos em que disputou no Horto pela competição nacional, contra Sport e Vitória, respectivamente.
Na rodada anterior, o América foi até Fortaleza encarar o Ceará. O Coelho chegou a abrir 2 a 0, mas levou o empate em dois gols que geraram bastante polêmica. O Botafogo, por outro lado, mediu forças em clássico contra o Fluminense, e levou a melhor por 2 a 1.
Para o duelo desta tarde, o técnico Enderson Moreira deverá promover várias alterações no time alviverde. No meio-campo, Zé Ricardo é o mais cotado para começar jogando no lugar de Juninho, que foi titular contra o Ceará. Mas a principal novidade está no ataque: Judivan pode fazer sua estreia entre os 11 iniciais. O jogador, que havia atuado pelo Coelho em apenas sete minutos na derrota contra o Vasco, pela quarta rodada do Brasileirão, deve ocupar o lugar de Aylon.
“Como sempre digo, me preparo ao máximo para ter as oportunidades. Acho que agora a oportunidade virá e quero agarrar da melhor forma possível, entrar em campo e dar o meu melhor para ajudar meus companheiros. Sempre quero estar jogando, não importa se como titular ou entrando nas partidas. Procuro ficar sempre bem preparado para quando entrar dar o melhor dentro de campo”, afirmou Judivan.
Judivan chegou ao América no fim de março, emprestado pelo Cruzeiro, onde atuou apenas 58 minutos nesta temporada. Ele machucou gravemente o joelho esquerdo em junho de 2015 e só voltou a atuar em novembro de 2017. Por esses motivos, o técnico Enderson Moreira teve cuidados com o jogador desde a chegada ao Coelho, até o momento da estreia no time, que conta, além de Aylon, que marcou seis gols neste ano, com Rafael Moura, principal contratação do clube alviverde, mas que marcou apenas quatro gols em 2018.
“A gente quer participar, de alguma forma, desse recomeço dele. Não é um jogo festivo, para participar simplesmente por participar, mas é um jogo que vale muito. Queremos fazer com que este momento dele seja especial e que ele possa voltar a fazer aquilo que sabe fazer muito bem, que é jogar um futebol de alto nível. A gente acredita muito. Estamos o ajudando de uma maneira que é possibilitar que ele esteja bem preparado para o que vai enfrentar. Em conversas com o Aylon e o Rafael Moura, eu até falava que quero dar um jogo para o Judivan, poder iniciar uma partida com ele. Penso que chegou o momento”, analisou Enderson.
Os zagueiros Lima e Rafael Lima, o volante Christian e o meia Matheusinho seguem desfalcando o América. Todos estão entregues ao departamento médico do clube. Já a ausência de Rafael Moura da titularidade, assim como no duelo contra o Ceará, é por opção técnica.
Botafogo
O técnico Alberto Valentim prezou pelo mistério no Botafogo. Sem a presença dos jornalistas, ele comandou treino tático em General Severiano na sexta-feira.
Mas, na entrevista coletiva antes da atividade, o treinador confirmou a volta do meia Leo Valencia, preservado contra o Fluminense por causa de dores na coxa direita. Entretanto, não confirmou se o chileno será titular. Ele disputa vaga com Kieza.
Outro que foi liberado do departamento médico foi o lateral-esquerdo Moisés, mas deve iniciar o duelo no Independência no banco de reservas. Isso porque Gilson, atual titular, vive bom momento com a camisa do Botafogo. Certo mesmo são as ausências do volante Marcelo e do meia Marcos Vinícius, que estão em fase de transição.
Superesportes

Comments are closed.