Um jovem de 18 anos foi dopado e estuprado por um homem de 41 anos, neste sábado (19), em Patos de Minas, no Alto Paranaíba. De acordo com a Polícia Militar, a vítima contou que estava em um bar bebendo com amigos quando se sentiu mal e um homem lhe deu água, liquído que o teria dopado, e o  levou para a casa dele onde cometeu o estupro

O jovem tinha acabado de sair da aula do curso de enfermagem, quando decidiu ir beber com os amigos. Depois de tomar cachaça, ele começou a se sentir mal e se afastou dos colegas, indo para um ponto de ônibus na avenida Getúlio Vargas. No local, ele começou a vomitar. 

Segundo o jovem, neste momento, o suspeito apareceu e lhe ofereceu água de uma garrafa térmica. Acreditando que a água poderia ajudá-lo a melhorar, ele bebeu o líquido.

Continua após a publicidade

Ao ingerir a bebida, a vítima disse ter piorado, foi se sentindo cada vez mais mal e acabou desmaiando. De acordo com o relato do estudante aos militares, parecia ter algo na bebida, porque ele se sentiu dopado. O estudante relata se lembrar de pouca coisa antes de acordar na casa do suspeito no bairro Santa Terezinha. 

Ele disse que chegou a ver o homem pagar o motorista de um carro, que ele não se lembra se era transporte por aplicativo ou táxi. Depois, já na casa do suspeito, o jovem tentou ir embora, mas foi segurado pelo homem que cometeu o estupro. A vítima contou que não teve forças para reagir.

O estudante acabou dormindo novamente e quando acordou disse que estava só de cueca na cama do homem, que também estava sem as roupas. Ele pediu para sair da casa do suspeito, que abriu a porta, mas agrediu o jovem com empurrões.

A vítima foi para casa e acionou os militares. Ele estava com sangramento e dores nas partes íntimas. O jovem foi levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade para passar por exames para comprovar o estupro e receber atendimento para conter as dores.

Os militares foram até a casa do suspeito e conseguiram prendê-lo. O homem negou o crime dizendo que não conhecia a vítima. Moradores da cidade disseram aos militares que o suspeito do crime é bastante conhecido na região e diz ter problemas mentais.

Ele foi preso em flagrante e encaminhado ao Presídio Sebastião Satiro, em Patos de Minas. Isso  porque apresentou uma versão bastante contraditória ao delegado de Polícia Civil. Foram considerados também os indícios do estupro. A Polícia Civil vai investigar o caso.

 


Comments are closed.