A situação nos postos de combustíveis em Minas está cada vez mais crítica por conta da paralisação dos caminhoneiros. De acordo com uma pesquisa realizada pela Minaspetro e divulgada na manhã desta sexta-feira, cerca de 93% dos estabelecimentos já estão desabastecidos por causa da greve.

A entidade que representa os revendedores de combustíveis em Minas realizou o levantamento em 115 postos. 71,3% deles já não têm mais nenum tipo de combustível disponível. Outros 21,7% têm apenas um tipo de produto – ou álcool, ou gasolina ou diesel.

A pesquisa aponta ainda que em cerca de 9,6% dos postos pesquisados o combustível restante vai acabar em breve.

Continua após a publicidade

Regiões

A pesquisa aponta que a situação é grave nas regiões que concentram maior número de revendas, principalmente Belo Horizonte e região metropolitana, Sul de Minas, Zona da Mata e Triângulo Mineiro.

Abastecimento

Aproximadamente 60% dos postos pesquisados são abastecidos pela Refinaria Gabriel Passos (Regap), em Betim, que segue bloqueada por caminhoneiros e representantes de classe Sindicato das Empresas Transportadoras de Combustivel e Derivados de Petroleo (Sindtanque) desde a última terça-feira (22).


Comments are closed.