Tucano que teve olhos furados por traficantes de animais vira xodó em zoológico

Assim como o pianista e cantor norte-americano Ray Charles (1930-2004), um outro Ray Charles também ganhou fama, mas no Zoológico das Aves de Poços de Caldas, no Sul de Minas. Trata-se de um tucano que teve os olhos furados por traficantes de animais, ainda quando era filhote, para aparentar ser dócil na hora da venda.

Ray Charles foi apreendido pela Polícia Ambiental e passou duas semanas no Instituto Estadual de Floresta (IEF) de Varginha, antes de ser levado para o zoo, em fevereiro.

Ray Charles deve ter sete ou oito meses. Ele é mantido isolado em um viveiro, onde, aos poucos, consegue mudar de poleiro e também já localiza alimento e água. “Hoje, ele está no berçário de filhotes, um recinto maior, e a gente sempre tem o cuidado de deixar a ração e a água sempre no mesmo lugar para ele ter referência onde encontrá-las. Ele já consegue ir de um poleiro para outro sozinho”, conta a diretora do Zoo, a veterinária Letícia de Carvalho Agostini.

Segundo ela, o tucano não sobreviveria se fosse solto na natureza. “Não iria se alimentar sozinho e seria uma presa fácil”, explica. Letícia lamenta que dificilmente Ray Charles vai conseguir uma namorada por causa da cegueira. “É um grande dificultador para ele. Não vai conseguir cortejar a fêmea. As aves têm todo um ritual, uma dança, para poder fazer o acasalamento”, disse.

CRUELDADE

Segundo ela, perfuração dos dois olhos das aves é uma prática comum entre os traficantes de animais. “Para ter uma impressão errada de que é uma ave dócil. O filhote é muito assustado e quando os traficantes vão fazer a venda, se o filhote está cego, ele não irá tentar se defender, atacar”, lamenta.

No zoológico, Ray Charles, passou um tempo dentro de uma gaiola e agora ganhou um viveiro maior, só para ele. Os ferimentos nos olhos foram tratados e um deles já cicatrizou. O tucano também passou por teste de DNA para saber o sexo. “As nossas veterinárias tomaram conta dele, fazendo papinha própria para filhote, começando a oferecer ração no tempo certo. As veterinárias faziam um esforço positivo quando ele comia a ração, dizendo: ‘muito bem!’, ‘ótimo’, acalmando ele, até a gente começar a bater na bandeja e ele procurar a comida pelo som, fazendo adaptações para ele começar a comer sozinho”, conta a diretora do zoológico.

A médica conta o tucano virou o xodó dos funcionários e dos visitantes do zoológico. “Eu brinco que ele está tão famoso como o cantor americano. Muitos visitantes já chegam sabendo da história dele e querem conhecê-lo.

O próximo passo é colocar Ray Charles em uma área mais externa para ele ter mais contato com os visitantes. “Ele vai ser um dos mascotes do zoo das aves”, disse Letícia. “Ele é um guerreiro. A maioria das aves capturadas pelo tráfico não consegue sobreviver”, comentou.

Cirurgias eletivas são suspensas em Minas por causa da greve dos caminhoneiros

Hospitais do interior de Minas registram problemas por causa da greve