Desde segunda-feira paralisados na BR-381, nas proximidades da Refinaria Gabriel Passos (Regap), em Betim, na região metropolitana, caminhoneiros afirmaram que não vão parar e que greve continua sem previsão de término.

Um dia após o presidente Michel Temer autorizar o uso das Forças Armadas na desobstrução de rodovias de todo o país, caminhoneiros ouvidos pela reportagem na manhã deste sábado (26) afirmaram que vão resistir se for necessário.

“Nós aqui não temos tanto problema porque estamos nos acostamentos. O trânsito está fluindo normalmente para carros e ônibus. Então não estamos obstruindo nada. Agora, se tiver que resistir, nós vamos resistir. A greve permanece até o preço do diesel baixar”, afirmou um dos líderes do movimento, que preferiu não ser identificado. 

Continua após a publicidade

Na BR-040, na altura do km 500, no sentido Brasília, caminhoneiros, que estão parados em postos de gasolina, também não pretendem parar. “Nós não queremos violência de forma alguma, mas parar nós não vamos. Espero que esse pessoal seja sensato nas abordagens. Não estamos atrapalhando as pessoas. Estamos apenas paralisando nosso trabalho. A questão, que muita gente não tinha notado antes, é que nós somos importantes para a economia do país e nada está andando mais”, afirmou outro grevista.


Comments are closed.