O dia do padroeiro da igreja Sagrado Coração de Jesus, em 8 de junho, vai ter um motivo a mais a ser comemorado pelos fiéis. É que o padre George Rateb Massis espera que, até lá, tenham sido concluídas as obras de restauração da parte externa do templo, que fica na avenida Carandaí com Alfredo Balena, no bairro Funcionários, na região Centro-Sul de Belo Horizonte.

As intervenções começaram em agosto do ano passado e foram custeadas por doações de fiéis, que arrecadaram R$ 250 mil. “Vamos celebrar a missa da festa do padroeiro com pintura nova”, afirmou Massis, que é sírio e está à frente da igreja há 15 anos. “Toda a parte elétrica do lado de fora e as calhas do telhado foram substituídas. Os jardins receberão um novo paisagismo e as águas pluviais serão drenadas”, explicou.

O padre contou que, durante o restauro, foram descobertas antigas pinturas no barrado (em meia parede). Nas novas paredes, que ganharam dois tons de cinza, as cores originais serão mantidas em pequenos retalhos, espécie de janelas, para que as novas e futuras gerações saibam como o templo era pintado originalmente.

Continua após a publicidade

Histórica. A igreja foi o segundo templo católico construído em Belo Horizonte. Ela começou a ser construída em 1901 e foi inaugurada em 1920. Antes dela, havia sido erguida a capela de Nossa Senhora do Rosário, entre as ruas São Paulo e dos Tamóios e a avenida Amazonas, no centro. A igreja é protegida pelo Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (Iepha-MG) e pelo Conselho Deliberativo do Patrimônio Cultural Municipal.

“Estamos com projeto aprovado para restauração do altar, com arte barroca, igual aos altares das igrejas de Ouro Preto e Mariana. Esperamos apoio de algum patrocinador. A igreja é muito bonita. Além de ser do Sagrado Coração de Jesus, ela está no coração da cidade”, disse o padre. De acordo com o religioso, os fiéis conseguiram arrecadar a verba fazendo obras sociais, barraquinhas, bazares e quermesses.

 

Custo de obra interna é de R$ 400 mil

Para a restauração interna que deverá ser feita na igreja Sagrado Coração de Jesus, serão necessários R$ 400 mil, segundo o padre George Massis. Ele contou que a obra interna precisa de uma arrecadação maior porque é caro restaurar elementos artísticos do altar de madeira – de 4 m de altura –, que receberá limpeza, pintura e tratamento contra cupim.

“A igreja merece tratamento igual às de Ouro Preto e Mariana”, comentou o padre, que espera aprovação do projeto pela Lei Rouanet, que institui políticas públicas para a cultura, e patrocínio de empresas.

Trabalho

Cuidado. A restauração realizada na fachada da igreja Sagrado Coração de Jesus preserva o estilo construtivo original. O reboco recebeu apenas areia e cal, sem cimento, como na construção. A obra é acompanhada pela Arquidiocese de Belo Horizonte e tem visitas técnicas do arquiteto Hebert Soares Júnior.


Comments are closed.