Em função do quadro de suspensão do serviço de transporte público neste domingo (27), o Hospital Risoleta Tolentino Neves (HRTN) prevê contrarar vans e articula caronas para que os funcionários possam chegar ao centro de saúde e atender os pacientes. O comunicado foi enviado pela assessoria de imprensa do hospital da noite deste sábado (26).

Os funcionários que moram nas proximidades do hospital e/ou que tenham possibilidade de comparecer ao trabalho também estão sendo contatados.

O HRTN informa ainda que “está em contato permanente com sua equipe de assistência para tentar garantir uma escala que assegure a população atendimento de urgência e emergência tanto no pronto socorro, quanto em sua maternidade”.

Continua após a publicidade

O hospital ainda pede compreensão da população e orienta que “a busca pelo atendimento no hospital só se dê nos casos mais graves e urgentes”.

A Prefeitura de Belo Horizonte também divulgou uma nota na noite deste sábado (26), em que orienta as pessoas a procurar “os serviços de urgência e emergência  da capital – UPAs, Hospitais, Cersam’s,  e SAMU, – nos casos de urgência e emergência, ou seja, nas situações com risco de morte, sequela ou sofrimento intenso”

Leia a nota do Hospital Risoleta Neves na na íntegra:

O Hospital Risoleta Tolentino Neves (HRTN) informa que, diante do quadro de suspensão do serviço de transporte público neste domingo, dia 27 de maio de 2018, está em contato permanente com sua equipe de assistência para tentar garantir uma escala que assegure a população atendimento de urgência e emergência tanto no pronto socorro, quanto em sua maternidade, seja através da contratação de transporte alternativo, caronas entre outros, para  contar com a presença dos seus funcionários, mesmo que em regime de alteração de escala de trabalho. Funcionários que moram próximo ao Hospital e que possuem possibilidade de comparecer ao trabalho já estão sendo contatados.

O HRTN pede ainda a população compreensão nesse momento difícil que atravessa o país, o estado é nossa cidade e orienta que a busca pelo atendimento no hospital só se dê nos casos mais graves e urgentes.

Leia a nota da Prefeitura de Belo Horizonte na na íntegra:

Devido ao contigenciamento nos serviços de urgência em Saúde, considerando a paralisação do sistema de transporte coletivo, em virtude da restrição dos estoques de combustível, a Prefeitura de Belo Horizonte orienta à população que, neste domingo, dia 27, procure os serviços de urgência e emergência  da capital – UPAs, Hospitais, Cersam’s,  e SAMU, – nos casos de urgência e emergência, ou seja, nas situações com risco de morte, sequela ou sofrimento intenso. 

 


Comments are closed.