O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) concedeu, na última sexta-feira, 25, habeas corpus para quatro dos nove detidos na terceira fase da Operação Poseidon, que havia sido deflagrada pelo  Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), na última quinta-feira, 24.

Os beneficiados pelo habeas corpus são David Thomaz Neto, ex-diretor adjunto do DMAE e ex-vereador; Carlos Henrique Lamounier Borges, ex-diretor técnico do DMAE; Daniel Vasconcelos Teodoro, sócio-proprietário da empresa Araguaia Engenharia e João Paulo Voss, ex-engenheiro da companhia.

Continua após a publicidade

O pedido foi feito pelo advogado de Thomaz Neto e assinado pelo desembargador Corrêa Camargo, que justificou que não havia motivos que justificassem a prisão temporária dos envolvidos.

Os demais presos na terceira fase da Operação Poseidon permanecem presos no presídio Jacy de Assis, incluindo Cláudio Paes de Almeida, o atual diretor adjunto do DMAE.

A terceira fase da Operação Poseidon investiga irregularidades em dois contratos firmados pelo DMAE com três diferentes empreiteiras.

Saiba Mais

Gaeco deflagra 3ª fase da Operação Poseidon e empreiteiro e ex-diretores do DMAE são presos


Comments are closed.