O presidente Michel Temer anunciou, na noite deste domingo (27), seis medidas para tentar acalmar os ânimos dos caminhoneiros e acabar com uma greve que já dura uma semana e causa desabastecimento em todo o Brasil.

Veja a lista

1. O preço do diesel, redução de R$ 0,46 por litro. Corresponde aos valores do PIS/Cofins e da Cide, somados. Segundo Temer, o governo irá cortar do orçamento, sem prejuízo para a Petrobrás;

Continua após a publicidade

2. O governo recua e vai garantir o congelamento por 60 dias. Depois disso, o reajuste será mensal, de 30 em 30 dias;

3. Será editada uma Medida Provisória para a isenção de eixo suspenso em praças de pedágios, tanto em rodovias federais, como nacionais;

4. Medida estabelecendo a tabela mínima de frete, conforme prevista no PL 121, em análise no Congresso;

5. Não haverá reoneração de folha de pagamento no setor de transporte de carga;

6. Governo também vai reservar 30% do transporte da carga da Conab para motoristas autônomos.


Comments are closed.