A Prefeitura de Ipatinga, na região do Vale do Aço, institui ponto facultativo nas repartições públicas nesta terça-feira (29), por conta da greve dos caminhoneiros. A princípio, o funcionamento dos órgãos municipais volta ao normal na quarta-feira (30). A decisão foi tomada nesta segunda-feira (28) após reunião do prefeito Nardyello Rocha (MDB) com seu secretariado. A administração está monitorando a realização dos serviços de saúde, segurança, educação, limpeza urbana e outros serviços na cidade. 

Segundo nota da prefeitura, com a decretação do ponto facultativo, não haverá expediente nas escolas municipais e nos postos de saúde nesta terça. O Executivo garante que todos os agendamentos afetados pela medida serão reagendados para uma nova data, sem prejuízo de atendimento ao cidadão. 

A administração municipal informou ainda que o ponto facultativo não se aplica aos serviços essenciais prestados à população de Ipatinga. São eles: limpeza urbana, cemitérios, Defesa Civil, vigilância patrimonial, hospital municipal, Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24 horas e Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). Ainda segundo o governo, os serviços municipais de segurança pública permanecem de plantão 24h. 

Continua após a publicidade

Força-tarefa

De acordo com nota do Executivo, mesmo com a assinatura do decreto nº 8.828, que institui ponto facultativo no governo municipal, o primeiro escalão da prefeitura vai trabalhar normalmente, “quando haverá novas reuniões de gerenciamento das atividades e tomadas de decisões que podem implicar, ou não, em novos decretos”. 

“A partir do monitoramento em tempo real de todas as atividades da administração municipal, tudo está sendo planejado para que ocorra o menor impacto possível para a população”, declarou Nardyello Rocha, ressaltando que a prefeitura trabalha para que os serviços essenciais não sejam paralisados em Ipatinga.


Comments are closed.