Justiça determina que metrô cumpra escala mínima de 80% nos horários de pico

A Justiça decidiu nesta tarde que a partir desta quinta-feira o metrô deve circular com escala mínima de 80% nos horários de pico – de 5h30 às 10h e das 16h às 20h, de segunda a sexta. A decisão foi tomada pelo desembargador Márcio Vidigal, primeiro vice-presidente do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), que deferiu parcialmente a liminar requerida pela Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU).

Ainda segundo a decisão, a escala nos outros horários e dias da semana deve ser de no mínimo 60%. O descumprimento da ordem judicial acarretará em multa diária de R$ 300 mil.

O mandado já foi expedido, mas o Sindicato dos Empregados em Transportes Metroviários e Conexos de Minas Gerais (Sindimetro-MG) diz que ainda não foi notificado da decisão.

O sindicato havia anunciado que o metrô não funcionaria no feriado de Corpus Christi, nesta quinta-feira (31) e no próximo domingo (3). 

Na sexta-feira (1) e no sábado (2) o metrô funcionaria com escala mínima de 5h30 às 9h30. 

A greve dos metroviários acontece desde esta terça-feira  (29). O sindicato reivindicam melhorias salariais e pedem a manutenção de 13 cláusulas contratuais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PIB cresce 0,4% no primeiro trimestre de 2018, diz IBGE

Suspensão de aulas da Rede Estadual pode impactar aprendizado de alunos