Desesperados com a dificuldade para abastecer, algumas pessoas estão recorrendo à internet para conseguir gasolina, seja em grupos de venda e troca de produtos no Facebook ou em sites especializados como OLX e Mercado Livre.

O vistoriador imobiliário Douglas Duarte, de 27 anos, por exemplo, encontrou um anúncio de combustível em um grupo no Facebook chamado “bazar da Catira”. Proprietário de dois veículos – um carro e uma moto –, ele precisava encher o tanque de um deles para levar a mulher grávida de um amigo para o hospital e do outro para ir ao trabalho.

R$ 80 por cinco litros no Face

Continua após a publicidade

Com a gasolina na reserva no carro e na moto, ele ficou desesperado com a situação e por pouco não pagou R$ 80 por um galão cheio com cinco litros do combustível. Ele pagaria R$ 16 por litro, mas conseguiu negociar um desconto de R$ 5 com o vendedor.

O negócio só não foi fechado pelo Facebook porque o vendedor pediu para Douglas buscar o galão na Pampulha. Como o vistoriador mora numa região de Belo Horizonte mais distante do local da entrega, ele desistiu, pois não teria combustível para chegar até lá.

“Tem um amigo meu que a mulher dele estava ganhando neném. Ele me pediu semanas antes da greve dos caminhoneiros para que eu levasse a menina ao hospital no dia do parto. Preocupado com a situação, eu comecei a procurar gasolina nos postos para abastecer e nada”, relembra.

“Foi então que comecei a mexer no Facebook e encontrei o anúncio dessa rapaz. Acabou que eu não comprei com ele, mas consegui levar a mulher grávida e o marido dela para o hospital na segunda-feira usando a reserva do meu carro mesmo”, conta, aliviado.

Gasolina no balde

Para abastecer a moto utilizada para ir ao trabalho, Douglas conseguiu comprar gasolina de uma maneira ainda mais inusitada. Um amigo dele indicou um frentista que estava vendendo “resto de gasolina” retirada com baldas de alguns postos da capital mineira. O vistoriador pagou R$ 25 por dois litros e meio do combustível.

“Esse cara estava vendendo só para os motoboys da cidade que precisam trabalhar de qualquer jeito. Acabou que por indicação eu consegui comprar também. O cara explicou que como as bombas dos postos não conseguem sugar o resto da gasolina, o frentista pegava o líquido com balde e enchia os galões para vender”, relata Douglas.

Sites de compra e venda

Em Montes Claros, na região Norte de Minas, uma mulher fez um anúncio no site de compra e venda OLX informando que precisa de gasolina e pagaria até R$ 80 por 12 litros.

“Compro 12 litros de gasolina aqui em Montes Claros. Alguém que esteja vendendo?”, pergunta ela no anúncio.

A reportagem de O TEMPO ligou para a mulher, mas ela não quis dar mais detalhes sobre a situação e pediu para não ser identificada.

Oportunistas

Nessa terça-feira (29), O TEMPO mostrou que não faltam oportunistas que tentam lucrar com a escassez de combustível nos postos em todo o país e aproveitam o desespero daqueles que precisam abastecer seus veículos. Em uma rápida pesquisa na internet, encontramos pelo menos cinco anúncios de pessoas vendendo galões cheios de gasolina em Minas Gerais e São Paulo. (Leia sobre o assunto AQUI).

Nesta quarta-feira (30), os anúncios já tinham sido retirados do ar dos sites Mercado Livre e OLX.

O Mercado Livre disse que a venda de combustível por meio do site é proibida e o usuário infrator fica sujeito a sanções previstas nos “Termos e Condições de Uso da plataforma”, o que inclui a inabilitação do cadastro no site. A empresa destaca ainda que está “sempre à disposição para colaborar com as investigações dos órgãos competentes”.

Já a OLX disse que repudia esse tipo de anúncio, pois ele vai contra as regras da empresa, que prevê expressamente a proibição de anúncios de combustíveis no site.

“No caso em questão, a OLX removeu prontamente o anúncio e bloqueou a conta do usuário. A OLX reforça que está sempre à disposição das autoridades para colaborar no que for necessário para a apuração dos fatos”, diz a empresa, em nota.


Comments are closed.