Mesmo com o desbloqueio das estradas, a situação nos postos de combustíveis ainda não voltou ao normal. Em Belo Horizonte, o motorista ainda convive com longas filas e nem todos os estabelecimentos receberam combustível para atender o consumidor. Em nota divulgada nesta sexta-feira (1º), o Sindicato do Comércio Varejista de Derivados do Petróleo do Estado de Minas Gerais (Minaspetro) pediu que a população tenha paciência para que a situação seja normalizada.

O sindicato recomenda ainda que o consumidor não faça uma “corrida aos postos” com intuito de abastecer seus veículos com receio de uma eventual nova greve, como tem sido espalhado pelas redes sociais. A nota diz que isso aceleraria o processo de baixa no estoque e aumento nas filas de veículos.

A Minaspetro diz que mais de 90% dos postos na região metropolitana de Belo Horizonte já receberam combustível. A expectativa é que grande parte dos estabelecimentos receba novas levas de carga para este final de semana, o que aumentará a oferta de combustível aos consumidores.

Continua após a publicidade

A nota diz que os carregamentos acontecerão 24h por dia durante o fim de semana para suprir a alta demanda que foi gerada pela greve dos caminhoneiros.

Interior de Minas

A situação no interior de Minas ainda está mais longe de ser resolvida. O sindicato registrou reclamações de revendedores situados em diversas regiões de Minas, alegando dificuldade na aquisição do combustível. O Minaspetro diz que procurou as companhias distribuidoras para informar da necessidade de dar maior atenção aos postos do interior.

O Sindicato diz ainda que compreende a dificuldade logística destas companhias para atender aos mais de 4.300 postos em Minas, que ficaram quase que em sua totalidade desabastecidos devido à paralisação dos caminhoneiros.


Comments are closed.