Volta da greve é boato, diz Jungmann; PF vai investigar mensagens falsas

O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, disse, nesta sexta-feira, em entrevista à Rádio Jornal, de Recife, que são boatos as informações difundidas nas redes sociais sobre uma possível volta da greve dos caminhoneiros a partir de segunda-feira, dia 4.

Segundo o ministro, o sistema de inteligência do governo identificou que as informações são falsas. 

“Ainda há pouco, eu liguei para o general Sérgio Etchegoyen, que dirige o Gabinete de Segurança Institucional (GSI), que tem nas mãos o sistema de inteligência do governo, sobre esses boatos e de onde partiram. Eles já identificaram e se trata efetivamente de um boato e ele vai ser objeto de abertura de uma investigação, de um inquérito pela Polícia Federal porque está gerando um clima de ansiedade e de preocupação, divulgando fatos infundáveis”, disse o ministro, em entrevista concedida pela manhã.

“Eu queria deixar bem claro que não existe essa articulação para refazer o movimento e retomar a paralisação. Pode ser que, em algum lugar ou em algum grupo, venha a acontecer, mas nada semelhante ou parecido sequer com o que nós tivemos no movimento dos caminhoneiros. Já se identificou de onde partiu isso e providências estão sendo tomadas”, reforçou Raul Jungmann.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ônibus e metrô voltam a circular com horário normal a partir deste sábado em BH

Motorista deve ter paciência até que postos voltem ao normal, diz Minaspetro