A onda de incêndios criminosos a ônibus começou no último domingo (3) no Triângulo Mineiro, e passou por vários municípios mineiros, e chegou a Belo Horizonte.

Pelo menos 13 cidades foram atingidas pelos ataques. Uberlândia, Uberaba, Araxá, Varginha, Alfenas, Guaxupé, Pouso Alegre, Itajubá, Passos, Poços de Caldas, Monte Santo de Minas, Belo Horizonte e Santa Luzia.

O primeiro registro em Uberlândia ocorreu por volta das 16h no Bairro Morumbi. Segundo informações do Corpo de Bombeiros, o crime ocorreu na Rua Esplendor contra um veículo da linha A-236, pertencente à empresa São Miguel.

Continua após a publicidade

O segundo incêndio a ônibus foi no Bairro Segismundo Pereira por volta das 17h10. A aeronave Pégasus fez sobrevoos na região para identificar e localizar os criminosos. O veículo da linha A105 ficou completamente destruído.

A terceira ocorrência foi por volta das 19h na Rua Bento de Faria no Bairro Lagoinha. O Corpo de Bombeiros foi acionado e ainda não se sabe se o ônibus da linha A118 foi parcialmente ou totalmente queimado. Os bombeiros informaram ainda que o incêndio atingiu rede elétrica.

Em Uberaba, um dos ônibus incendiados foi no Bairro Jardim Primavera. Segundo os bombeiros, seis indivíduos encapuzados pararam o veículo da viação Piracicabana. Três deles ordenaram que motorista e passageiros desembarcassem. Na sequência eles atearam fogo no veículo. O registro foi na Rua Conceição de Souza Araújo.

A outra ocorrência foi no Rua Luciano Justiniano Ribeiro no Bairro Jardim Maracanã. Segundo informações da PM, dois criminosos pararam o veículo e obrigaram os passageiros a descerem. Em seguida eles atearam fogo no ônibus, que ficou parcialmente destruído.

A terceira foi na Rua Jovita Pinheiro, no Bairro Cidade Ozanam. A polícia informou que o crime foi praticado semelhante aos outros, com a presença de homens encapuzados que fizeram todos os passageiros desderem do ônibus, que foi incendiado.

Áudio

A reportagem teve acesso a um áudio que circula em um grupo de agentes penitenciários no WhatsApp. Conforme um dos integrantes, ele teria sido gravado por um presidiário que faz parte do PCC, o Primeiro Comando da Capital.

Na mensagem, o suposto detento fala sobre um ataque a um ônibus que aconteceu na tarde desse sábado (2), em Natal, no Rio Grande do Norte. Além disso, o preso dá uma ordem para que os integrantes do PCC em Minas façam o mesmo.

“Aos irmãos, a parada é o seguinte. Esse salve aí,que é para o Rio Grande do Norte, também está valendo para Minas. Aos irmãos que puderem ventilar o comunicado na rua é pra colocar o bagulho pra quebrar. Na hora que for meter fogo no busão é para ter cautela. O papo é esse, é para dar uma representada” (Sic), diz o homem.

A Secretaria de Estado de Administração Prisional (Seap) disse que as forças de segurança estão mobilizadas para prevenir e reprimir os incêndios a coletivos nos municípios de Uberaba e Uberlândia, e que a motivação ainda é desconhecida. A Seap investiga os áudios que circulam nas redes sociais e informa que, até o momento, não é possível afirmar que os mesmos partiram do sistema prisional mineiro.

Com informação dos portais O TEMPO e G1.


Comments are closed.