A polícia encontrou no começo da tarde desta segunda-feira (4), em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte, a família do tesoureiro que foi feito refém durante uma tentativa de assalto a agência Sicoob Credcoop, em Papagaios, também na Grande BH.

O homem teve uma bomba amarrada na cintura, e ficou refém de bandidos por 19 horas. Já a mulher e a filha estavam desaparecidas. Elas estão sendo levadas de volta para o muncípio com escolta policial.

O tesoureiro foi feito refém na tarde desse domingo (3), por volta de 16h, na própria casa. Os bandidos permaneceram no local até a manhã desta segunda-feira (4) quando foram juntos para a agência, no centro da cidade.

Continua após a publicidade

Os funcionários foram rendidos aos poucos, assim que chegavam ao local. Um deles conseguiu enviar um áudio para a esposa pedindo que ela pegasse as crianças e sumisse.

A mulher desconfiou da situação e acionou a polícia após não conseguir falar com ninguém no banco. Os militares entraram em contato com os funcionários e disseram que estava tudo normal, mas a polícia desconfiou do tom de voz.

A corporação fez um cerco no local, identificou que havia um suspeito dentro da agência e que o tesoureiro estava com uma suposta bomba no entorno do corpo.

Esquadrões do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) e do Batalhão de Operações Especiais (Bope) foram chamados até a agência. Por volta de 11h da manhã, todos os funcionários foram liberados, mas a familia do tesoureiro continua desaparecida.

De acordo com a polícia, um dos suspeitos foi preso e os outros estão foragidos.


Comments are closed.