Um sniper – atirador de elite usando uma arma de longo alcance – foi autorizado a atirar no momento em que o assaltante engatilhou a arma na cabeça da refém, segundo as últimas informações divulgadas pela Polícia Militar. O disparo acertou a cabeça do criminoso, que morreu na hora.

Na noite desta terça-feira (5), estiveram presentes nos arredores da loja de calçados da avenida Paraná, no centro de Belo Horizonte, militares de todas as companhias do 1º Batalhão, além dos batalhões que compõem o Comando de Policiamento Especializado (CPE) – Rotam, Bope e Gate.

Segundo a PM, havia apenas um atirador de elite e a ordem para atirar veio do comando do CPE, que esteve no local para tentar negociar com o assaltante.

Continua após a publicidade

De acordo com os militares, o homem e um comparsa roubaram uma sacola de celulares em uma loja na avenida Augusto de Lima, no Barro Preto. Depois de verificar imagens de câmeras de segurança, a polícia identificou um deles, que entrou na loja Elmo na avenida Paraná.

Segundo o major Flávio Santiago, chefe da sala de imprensa da PM, ao identificar a ação da polícia, o assaltante atirou contra a parede, puxou a vítima, que estava atrás dele comprando um calçado para um familiar, e colocou a arma na cabeça dela.

De acordo com o militar, o assaltante tinha passagens por crimes como roubo e tráfico de drogas.

 


Comments are closed.