Além de ataques a ônibus, os incendiários agora também estão destruindo veículos da Secretaria de Administração Prisional (Seap) e carros particulares de servidores do Estado. Dois casos aconteceram na noite dessa segunda-feira (4) na região Sul de Minas Gerais.

Em Varginha, os criminosos atearam fogo em um veículo da Seap que estava em uma oficina na avenida Plínio Salgado, no bairro Parque São José. De acordo com a Polícia Militar, o crime aconteceu por volta de 22h30. Dois homens foram presos e cinco adolescentes foram apreendidos suspeitos de envolvimento no caso.

A PM confirmou que o incêndio tem relação com a onda de ataques a coletivos que começou no último domingo em Minas. A corporação trabalha com a possibilidade de uma ação orquestrada por facções criminosas organizado pelas redes sociais. De acordo com o chefe da Sala de Imprensa da Polícia Militar, major Flávio Santiago, especula-se que sejam crimes com demandas vindas de dentro dos presídios.

Continua após a publicidade

Já em Três Pontas, o carro de um diretor de segurança do presídio da cidade ficou parcialmente queimado em frente a residência do servidor. Segundo testemunhas, ele estava em casa à noite com a família no momento do crime e ouviu um barulho de um líquido sendo derramado do lado de fora. Quando ele saiu da residência para ver o que estava acontecendo, encontrou o veículo em chamas, mas os bandidos já tinham fugido.

O próprio diretor de segurança do presídio de Três Pontas apagou as chamas com a ajuda dos vizinhos. A parte da frente do carro, um Chevrolet Vectra, ficou queimada.

A Polícia Militar não informou se os suspeitos já foram identificados.

A Seap ainda não se posicionou sobre os dois casos no Sul do Estado.

Leia também: 

Mais quatro ônibus são incendiados na região Sul de Minas

Três ônibus são queimados em Tupaciguara e incêndio fecha rodoviária

Minas teve 35 ônibus incendiados e 40 presos desde domingo, diz PM


Comments are closed.