A mulher do piloto Luiz Gustavo Araújo Soares, Juliana Hipólito, compareceu ao local do acidente na manhã deste domingo (17) e informou ao Corpo de Bombeiros que obteve informações de que imagens da câmera de segurança do heliponto de Nova Lima mostram apenas duas pessoas – o piloto e o empresário Márcio Bissoli – embarcando na aeronave que caiu na noite deste sábado (16), em Espírito Santo do Dourado, no Sul de Minas.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, Juliana também é piloto de aeronave e acredita que os tripulantes possam ter saltado do helicóptero antes dele cair. A corporação informou que continuará as buscas por informações que possam levar a localização da tripulação.

Agentes do Centro de Ivenstigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) estão a caminho do local para apurar as causas do acidente.

Continua após a publicidade

Aeronave apresentou problemas mecânicos

O helicóptero da fabricante Agusta, modelo A109S, caiu próximo à rodovia MG-179, na zona rural do município, por volta das 19h. Moradores informaram ao Corpo de Bombeiros que o helicóptero explodiu no momento em que tocou no solo, mas, no momento da queda, já apresentava um ruído e havia chamas na parte de cima. 

A Central de Controle de Tráfego de Brásilia informou que o piloto teria feito contato informando problemas mecânicos e dificuldade para pouso, mas logo após declarar emergência ele disse que estaria caindo e desapareceu do radar.

A aeronave teria apresentado problemas mecânicos durante o voo entre Pouso Alegre e Espírito Santo do Dourado, no Sul de Minas. O local da queda, um barranco, ficou completamente destruído e os destroços se espalharam numa área superior a 250 metros, inviabilizando a identificação das vítimas.

A confirmação das mortes, de acordo com o Corpo de Bombeiros, se dá pelas circunstâncias do ocorrido, filmagens , queda, e sumiço das vitimas.


Comments are closed.