Foi preso no interior de São Paulo, Fauze Youssef Skaff, investigado na Operação Catira, em novembro de 2015, por suspeita de comandar uma quadrilha especializada em roubo de cargas. Na madrugada desta quinta-feira, 21, ele foi conduzido até a delegacia de Polícia Civil de Uberlândia, pela Polícia Militar com o apoio do Grupo de Atuação Especial do Combate ao Crime Organizado – Gaeco.

O suspeito era considerado foragido da justiça desde a época da Operação Catira, será ouvido pelo delegado e posteriormente encaminhado ao Presídio Professor Jacy de Assis. Ele responde a diversos processos criminais na justiça de Uberlândia.

De acordo com os militares, Yousseff foi encontrado pela Polícia Militar de Minas Gerais e de São Paulo com o apoio do Gaeco em um imóvel na zona rural de São José do Rio Preto, próximo a um aeroporto a cerca de 280 quilômetros de Uberlândia. Na propriedade foram encontrados R$ 50 mil.

Continua após a publicidade

Nossa equipe de reportagem tentou falar com o suspeito no momento em que era deixado na delegacia, mas ele não quis se manifestar sobre a prisão.

A Operação “Catira” foi deflagrada em Uberlândia pela Força Integrada de Combate ao Crime Organizado (Ficco) em novembro de 2015. Na época, mais de 30 pessoas foram presas, sendo 20 em Uberlândia e Uberaba. Todos os presos são suspeitos de integrar uma quadrilha de roubo de cargas e receptação, que teriam gerado prejuízo estimado em aproximadamente R$ 30 milhões.

Os envolvidos foram indiciados por organização criminosa, furto, roubo de cargas e maquinários pesados, receptação, falsidade ideológica, sequestro, cárcere privado, entre outros crimes.

Bruno Rocha


Comments are closed.