Um homem foi preso, na noite desta quarta-feira (20), suspeito de matar um outro homem a facadas na zona rural de Montes Claros, no Norte de Minas. O motivo é que a vítima, de 47 anos, tinha feito um vídeo do suspeito, de 54 anos, dizendo que ele é homossexual. O caso será investigado pela Polícia Civil.

De acordo com a Polícia Militar, a vítima foi atingida por cinco facadas no bairro Vila Áurea. A perícia da Polícia Civil constatou que a vítima tinha duas facadas no tórax, duas na barriga e uma no pescoço. Quando os militares chegaram ao local, o suspeito já tinha fugido. A faca utilizada no crime foi apreendida.

Algumas pessoas que testemunharam o crime não quiseram falar sobre os motivos nem sobre as circunstâncias do assassinato. Depois de um rastreamento, o homem, que estava escondido, foi preso em um local chamado de “Mucambo Firme. Junto com ele, foi apreendida uma motocicleta usada na fuga.

Continua após a publicidade

O suspeito disse aos militares que cometeu o assassinato porque a vítima tinha gravado um vídeo e postado nas redes sociais dizendo que o suspeito era homossexual. Ele disse que as imagens o difamaram.

O homem foi levado para a Delegacia de Polícia Civil de Montes Claros, que informou que o suspeito foi preso em flagrante e encaminhado ao sistema prisional. A Polícia Civil informou ainda que vai investigar o caso.

 


Comments are closed.