A Polícia Civil prendeu nesta segunda-feira um morador de rua suspeito de matar um colega a facadas por causa de R$ 86. A vítima, André Luiz de Morais, de 42 anos, foi assassinada na noite do último domingo na avenida Dom Pedro II.

De acordo com o delegado Rogério de Melo Franco, chefe do Departamento de Investigação de Homicídios e Proteção à Pessoa, o dinheiro tem relação com venda de pedras de crack.

O delegado informou que o suspeito, Marco Túlio da Silva, de 39 anos, teria dado R$ 86 para André Luiz, que também vive na rua, repassar para o “patrão” do tráfico. Mas a vítima teria gastado o dinheiro. “No sábado, eles chegaram a ter uma rixa que ocasionou uma lesão na orelha do Marco Túlio”, contou o delegado. O suspeito tem várias passagens pela polícia por crimes como furto, ameaças e tráfico de drogas.

Continua após a publicidade

Para a imprensa, Silva confirmou que foi preso no entorno da rodoviária, mas negou o crime. “Eu não cometi crime. Se tivesse cometido, assumiria”, disse, afirmando que viu o colega sendo esfaqueado. “Eu vi ele tomando as facadas. A gente fica com dó sim. Eu saí fora, não fiquei olhando, não”, finalizou (Com colaboração de Nelson Batista)


Comments are closed.