Uma briga entre irmãos terminou em morte no bairro Vila São Geraldo, em Varginha, no Sul de Minas. Segundo a Polícia Militar (PM), Antônio Marques Pereira Filho, de 49 anos morreu após sofrer um ferimento por faca no pescoço. O suspeito do crime é o irmão mais novo dele, Marcelo Marques Pereira, de 44 anos, que foi detido. 

De acordo com a PM, Marcelo estava em casa cortando alguns pedaços de carne quando seu irmão chegou ao local, aparentemente embriagado, e começou a discutir com ele. Ainda de acordo com a PM, ao perceber o estado do irmão, Marcelo escondeu a faca que utilizava para cortar o alimento com medo do outro pegar o objeto e usá-lo na briga. 

Segundo Marcelo teria informado os policiais, nada adiantou, pois Antônio encontrou um martelo, o que ele utilizou como arma na briga. De acordo com o suspeito, seu irmão deu uma martelada em sua cabeça, o que o deixou desacordado por alguns minutos. 

Continua após a publicidade

Marcelo contou que, depois que ele despertou, a briga continuou, e seu irmão, Antônio pegou uma faca que se encontrava em cima da pia e partiu para cima dele novamente. 

Durante a confusão, ele segurou a mão do irmão para evitar que ele o atingisse novamente e o empurrou para longe. Na versão do suspeito, porém, nesse momento, durante a queda, Antônio atingiu o próprio pescoço. Apesar dessa versão, segundo a PM, Marcelo foi preso por homicídio culposo, quando não há intenção de matar. No entanto a polícia afirmou que o caso, registrado na última sexta-feira, ainda será investigado. 

“Pelo que o suspeito contou, tudo indica, que, se houve homicídio, foi em legítima defesa, mas isso ainda será apurado”, contou o sargento Elias da Silva.
A polícia não soube dizer qual teria sido a motivação da briga. A reportagem tentou contato com familiares dos envolvidos, mas até o fechamento da reportagem, ninguém havia sido encontrado.

 

Atritos eram constantes

As brigas entre os irmãos não eram novidade, segundo vizinhos da família, que pediram para não serem identificados. Os dois brigavam sempre, sendo que a vítima, Antônio Marques Pereira Filho era o mais “complicado”. “Ele era muito encrenqueiro e bebia muita. Sempre chegava bêbado, criando briga com a família, em especial com o Marcelo”, contou uma vizinha. 

Ela disse que Marcelo e Antônio moravam na casa do pai e que a mãe já é falecida. Segundo a mulher, eles se separaram das suas mulheres recentemente e foram morar com o pai. 

Outro vizinho contou que a briga ocorreu nos fundos da casa onde Marcelo cortava umas carnes. Ele contou que estava na rua, na porta da casa dele no momento da briga, mas não sabe dizer o motivo. “Eles sempre se desentendiam. Eu estava lá na rua, quando o Marcelo apareceu com a cabeça toda sangrando contanto que tinha levado uma martelada de Antônio”, contou o vizinho.

 


Comments are closed.