Primeiramente é utilizada técnica de remoção com uso do fio dental. Mas esta falhou – Fotos: Corpo de Bombeiros / Divulgação

O Corpo de Bombeiros de Uberaba prestou atendimento a um menino  de 8 anos que estava com um anel preso ao dedo. Após não conseguirem remover o objeto, os familiares acionaram a equipe de regate na Rua A, Bairro Estrela da Vitória.

Kelvyn Silva Oliveira havia colocado um anel de aço cirúrgico da mãe no terceiro dedo da mão direita e o dedo ficou muito inchado. Primeiramente os bombeiros tentaram a técnica de remoção usando um fio dental, mas esta falhou.

Continua após a publicidade

Foi necessário serrar com arco de serra.

O Corpo de Bombeiros recomenda em situações semelhantes que o dedo preso pelo anel seja elevado acima da cabeça para diminuir o inchaço. Se mesmo assim não der certo, acione os bombeiros pelo 193 ou leve a vítima para o pronto-socorro.

“Esta é uma ocorrência bastante comum e, geralmente, a técnica do fio dental funciona e pode ser tentada pelos familiares, mas a demora em acionar o serviço especializado traz risco de comprometer o dedo (através da perda da oxigenação)”, disse o tenente-coronel Anderson Passos.

 


Comments are closed.