Suspeitos de envolvimento em tiroteio na porta de boate na Pampulha são presos

Dois homens, um de 26 anos e outro de 27, foram presos e um adolescente, de 16, foi apreendido, todos suspeitos de envolvimento no tiroteio que deixou seis feridos na porta da boate Jolie, no bairro Itapuã, na região da Pampulha, na madrugada desta segunda-feira (2).

Segundo a Polícia Militar (PM), eles podem ter ajudado o homem de 20 anos que atirou contra as seis pessoas que estavam na porta da boate. Os três foram encontrados pelo batalhão da Rotam durante a manhã perto da boate.

De acordo com o capitão Antônio Hot, da Rotam, eles foram até o local para buscar uma moto, que foi utilizada pelo adolescente durante a madrugada para levar uma arma para o atirador.

“Eles são vizinhos do atirador e são todos do bairro Cabana do Pai Tomas. Foram até o local do crime para buscar a moto que foi deixada lá para servir como veículo de fuga para o atirador”, explica o militar.

O autor dos disparos foi morto por uma das vítimas, que é um policial militar que estava de folga e viu o momento em que o atirador atacou diversas pessoas que estavam na porta da boate.

O principal alvo do criminoso seria um segurança da casa noturna. 

Todos os seis feridos estão internados em estado grave.

Os nomes dos presos não foram divulgados.

 

 

Neymar diz que mexicanos falaram demais e foram para casa

Pesquisador reúne fotos e cartazes das manifestações de junho de 2013