Suspeitos de homicídio, tráfico de drogas, estelionatários e assaltantes de bancos ─ ao todo, 170 criminosos ligados a facções foram presos de uma só vez na manhã desta terca-feira (3), em diversas cidades mineiras, durante uma mega operação batizada de “O Regresso”. Para capturar esses bandidos, os serviços de inteligência das polícias Militar e Civil investigaram durante três meses o paradeiro de cada um deles.

Segundo o promotor de Justiça e coordenador do centro criminal do Ministério Público, Henrique Macedo, os 170 presos representavam “grande impacto à segurança pública do Estado” porque cometeram crimes violentos e mesmo assim estavam soltos – porque fugiram de algum presídio recentemente ou não chegaram a ser capturados.

“Selecionados os alvos, localizamos eles em Minas e distribuímos centenas de policiais nas cidades, com o apoio de viaturas e aeronaves, para efetivarmos os mandados de prisão. A operação se chama ‘O Regresso’ porque a maioria deles ja frequentaram o sistema prisional”, explica Macedo.

Continua após a publicidade

O promotor não divulgou as cidades em que ocorreram as prisões, nem o nome dos presos e os respectivos crimes que cometeram.

Fonte: O Tempo


Comments are closed.