A Polícia Federal realizou na manhã desta quinta-feira (5), em Belo Horizonte e Contagem, a operação “Negócio de Família” para desarticular uma quadrilha especializada na criação de documentação falsa para obtenção de financiamentos imobiliários com a abertura de contas e acesso a crédito em nome de pessoas inexistentes.

Durante as investigações, foram identificadas empresas, CPFs, carteiras de identidade e outros documentos em nome de pessoas fictícias criadas pelos investigados. O grupo teria fraudado bancos públicos e credores diversos.

Segundo o órgão, foram cumpridos cinco mandados judiciais de busca e apreensão e 17 mandados judiciais de sequestro de bens em nome dos envolvidos. A Justiça também deferiu o requerimento de bloqueio de contas em nome de todos os CPFs e empresas identificadas.

Continua após a publicidade

O nome da Operação se deve ao fato de a maioria dos membros da quadrilha fazer parte do mesmo núcleo familiar.


Comments are closed.