Na mesma semana em que o presidente da Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), deputado Sargento Rodrigues (PTB), denunciou à rádio Super Notícia FM afirmando que policiais militares estariam supostamente maquiando boletins de ocorrência a mando do comando da corporação, o secretário de Segurança Pública do Estado, Sérgio Barbosa Menezes, se posicionou sobre a polêmica nesta sexta-feira (6).

“Todos os dados são analisados, auditados, transparentes e aberto ao público no site Minas em Números. As pessoas que têm algum dado que achem que tem alguma discrepância, que apresente formalmente o pedido que a gente vai verificar esse dado”, afirmou.

O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Helbert Figueiró de Lourdes, também comentou as denúncias afirmando que não há fundamento nas declarações do parlamentar.  

Continua após a publicidade

“A acusação partiu de um parlamentar que se dedica, exclusivamentre, a fazer oposição política partidária. . Ele acusa o comando da Polícia Militra, ação que ele faz reiteradamente. Nós temos uma autidoria na Polícia Militar dos crimes violentos. Enfim, não há qualquer dado indicativo disso que ele mencionou. Pelo contrário, as reiteradas recomenadações do comando da Polícia Militar para os comnados regionais é que essa atitude não aconteça nunca”, finalizou. 
 


Comments are closed.