Homem mata esposa a facadas dois anos depois de matar cunhado

Uma mulher, de 29 anos, foi assassinada pelo marido, de 32, nesse domingo (8), em Varginha, no Sul de Minas Gerais.

De acordo com a Polícia Militar, a vítima sofreu três perfurações no peito e perdeu muito sangue.

Ela foi levada para a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) da cidade, mas não resistiu aos ferimentos.

O autor estava do lado de fora da residência, onde aconteceu o crime, com o filho de 1 ano e 6 meses no colo.

Segundo ele, a mulher tentou golpeá-lo com uma faca durante uma discussão, mas ele desviou, pegou o objeto e atacou ela.

O homem disse para a polícia que que não se arrepende de ter matado a esposa.

Os militares prenderam ele em flagrante e recolheram duas facas e uma camisa com resquícios de sangue.

Em depoimento à Polícia Militar, a mãe da vítima disse que ouviu gritos de socorro da filha e que tentou entrar na casa durante o ocorrido, mas que foi impedida pelo genro.

Ela disse também que o relacionamento da filha com o marido era conturbado e que eles brigavam com frequência.

Reincidente

Há dois anos, em maio de 2016, o autor matou o cunhado, também com facadas, depois de uma discussão. Segundo o homem, ele agiu em legítima defesa.

A reportagem de O TEMPO entrou em contato com a Polícia Civil, que confirmou ambos os homicídios.

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) não informou o motivo pelo qual o criminoso estava solto e nem passou detalhes do processo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Motoristas de aplicativos de transportes protestam na praça do Papa em BH

Seis presos participam de tentativa de fuga na penitenciária Nelson Hungria