Motorista que causou acidente na Pampulha responderá por lesão corporal culposa

A Polícia Civil informou que Bruno Souza Passali vai responder por lesão corporal culposa na direção de veículo automotor. Segundo a corporação, como o etilômetro apresentado pelo motorista foi de 0,23, número que não é considerado crime de embriaguez ao volante, foi arbitrada uma fiança de R$ 15 mil. A informação da Polícia Civil, contudo, é que ele não vai pagar o valor e deve ser encaminhado ao sistema prisional nas próximas horas. 

Seis pessoas ficaram feridas em um acidente provocado por um carro de passeio, na manhã desta terça-feira (10), na barragem da Pampulha, em Belo Horizonte.

Na direção do carro estava Bruno Sousa Passali, de 24 anos, que, após atravessar a avenida Presidente Antônio Carlos, invadiu a área do Move e bateu em um ônibus. O jovem, que tem carteira de habilitação para condução de motocicletas, tinha consumido bebidas alcoólicas momentos antes durante uma festa. 

Passali não tinha carteira de motorista B, ou seja, com autorização para dirigir automóveis. Ele possuía apenas a carteira A, para motocicletas, que estava vencida desde o ano passado. 

À Polícia Civil, o homem afirmou que só vai responder em juízo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Novo golpe que circula no WhatsApp oferece passagens aéreas gratuitas

Exército abre mais de cem vagas para Minas e outros três estados