A Universidade Jos√© do Ros√°rio Vellano (Unifenas), em Alfenas, no Sul de Minas,  abriu um processo administrativo para investigar o vazamento de v√≠deos de alunas do curso de Medicina da institui√ß√£o respondendo a perguntas de cunho sexual.

As imagens come√ßaram a circular nas redes sociais.  Os v√≠deos teriam sido gravados por alunos veteranos que tamb√©m obrigaram as estudantes a escreverem em seus perfis das redes sociais “bixete burra” na frente dos seus nomes.

Segundo uma aluna, que preferiu n√£o ter o nome revelado, os v√≠deos foram gravados por homens e mulheres, mas somente os v√≠deos das alunas vazaram. Nos v√≠deos elas tiveram que responder sobre suas posi√ß√Ķes sexuais preferida bebidas e drogas e sobre quais veteranos elas j√° ficaram. Elas responderam a perguntas como: ‚ÄúVoc√™ transa? Qual posi√ß√£o prefere? Que tipo de droga usa?‚ÄĚ

‚ÄúFoi muito estranho ter vazado s√≥ o v√≠deo das meninas. Isso aconteceu de maldade mesmo. A gente ficou sabendo que rodou o Brasil. √Č um constrangimento sem fim. Eu n√£o gosto de trotes e nem queria escrever bixete burra em meu perfil, mas foi o jeito‚ÄĚ, lamentou a estudante.

Por nota a Unifenas disse que j√° investiga os casos ‚ÄúAo tomar conhecimento dos lament√°veis v√≠deos gravados por alunas ingressantes ao Curso de Medicina, c√Ęmpus de Alfenas, no m√™s de junho do corrente ano, instaurou processo administrativo, consoante previs√£o no Regimento da Universidade, no intuito de apurar os respons√°veis pelo ato e aplicar as penalidades cab√≠veis aos envolvidos, respeitando sempre os princ√≠pios constitucionais da ampla defesa e contradit√≥rio no procedimento instaurado,‚ÄĚ informou a universidade.

A Atl√©tica Medicina Alfenas, entidade que atua em eventos esportivos do curso,  tamb√©m divulgou nota dizendo que n√£o compactua com a atitude dos estudantes que fizeram e divulgaram o v√≠deo.

‚ÄúA Atl√©tica n√£o participa nem coorganiza nenhuma a√ß√£o, no que se refere a a√ß√Ķes estabelecidas entre estudantes do curso de medicina, assim como qualquer forma de trote aos egressos, grupos em redes sociais, v√≠deos, m√≠dias, entre outros. Como dito acima, as a√ß√Ķes da AAAEMS est√£o restritas ao √Ęmbito esportivo. Logo, qualquer atividade que n√£o seja objeto de atua√ß√£o da AAAEMS n√£o tem compactua√ß√£o, acordo ou aval de nossa parte‚ÄĚ, informou a nota.

A Polícia Civil de Alfenas ainda não investiga o caso porque nenhum boletim de ocorrência foi registrado.

Lei que proibe trote em Minas

Em 2014 foi sancionada em Minas Gerais a Lei 21.165/14, que veda o trote. Com a sanção da lei, ficam proibidas as práticas de agressão física, psicológica, moral ou outra forma de constrangimento ou coação contra os alunos.

A norma determina, ainda, que os estabelecimentos de ensino incentivem a realização de atividades solidárias como forma de promover a integração entre os alunos novatos e veteranos.

O texto tamb√©m define que os alunos sejam informados sobre o conte√ļdo da lei, principalmente durante a primeira semana do per√≠odo letivo, e estabelece que o seu descumprimento sujeitar√° os infratores a penalidades administrativas a serem definidas em regulamento. Tanto os agentes respons√°veis nos estabelecimentos de ensino quanto os estudantes estar√£o sujeitos tamb√©m √†s san√ß√Ķes penais e civis cab√≠veis.

A norma √© dirigida aos estabelecimentos de ensino m√©dio, p√ļblicos e privados, e aos estabelecimentos p√ļblicos de educa√ß√£o superior que integram o sistema estadual de educa√ß√£o.

 

 


Aprenda como fazer uma 'Amoeba' caseira

Comments are closed.