A Câmara Municipal de Belo Horizonte agendou uma audiência pública para o próximo dia 19 para discutir a situação das 34 famílias que residiam no Aglomerado Santa Lúcia e que precisaram ser removidas do local por conta do risco de desabamento da cortina de pedra na avenida Nossa Senhora do Carmo, região Centro-Sul de Belo Horizonte.

As famílias, atualmente, recebem aluguel social (Bolsa Moradia), mas o prazo de validade do benefício chega ao fim em setembro e não há perspectiva de reassentamento, segundo a Câmara.

A reunião acontecerá às 19h entre representantes das famílias removidas, da Coordenadoria Estadual das Promotorias de Justiça de Habitação e Urbanismo, da Urbel, da Defensoria Especializada de Direitos Humanos, Coletivos e Socioambientais.

Continua após a publicidade

O trecho está interditado desde o dia 14 de março. No local, ainda está sendo construído um muro de contenção.


Comments are closed.