Populares do bairro Nova Pampulha, em Vespasiano, na região metropolitana de Belo Horizonte, decidiram vingar a morte de Kailany Vitória Marques de Freitas, de 5 anos, que foi estuprada, morta e jogada em um matagal na noite deste sábado (14).

O suspeito do crime é um homem de 35 anos que seria seu vizinho. Ele teria abordado a criança após ela sair para buscar um isqueiro na casa da tia por ordem da avó. Na manhã deste domingo, moradores da região invadiram a casa do suspeito e, pela janela, jogavam os pertences dele na rua, ateando fogo em seguida.

Na “barricada” formada pelos populares, que fechou completamente a rua 15, foi possível encontrar ventilador, televisor, geladeira, sofá e colchão entre os pertences descartados pelos populares.

Continua após a publicidade

À Polícia Militar, a avó da menina contou que estava com Kailany em um bar quando pediu a pequena para ir pegar um isqueiro na casa da tia. A menina não voltou.

A avó saiu para procurar a menina e vizinhos contaram que a viram com um homem de 35 anos. A mulher desse suspeito viu ele chegando em casa sujo de terra e fezes humanas e e estranhou.

A Polícia Militar foi acionada e encontrou o corpo da  menina em um lote próximo à casa do suspeito, sem roupas e com indícios de estupro.

O suspeito foi encontrado horas depois do crime e preso. Ele negou o estupro e morte. A mulher dele disse que ele usava drogas e bebia muito. A Delegacia de Vespasiano vai investigar o caso e o corpo foi encaminhado ao Instituto Médico-Legal (IML) de Belo Horizonte.

 

 


Comments are closed.